Nogueira Editorial

Livros


Deixe um comentário

Descubra a Palestina no “This week in Palestine”

 

Leio no “This week in Palestine” que os palestinos ainda aguardam o verão na Faixa de Gaza. Esta licença poética me faz pensar na liberdade e no quanto ela é importante para a manutenção da Paz. Não quero fazer deste texto um discurso ideológico. O que encontrei na Terra Santa foi mais do que isto. Encontrei pessoas, historias e paisagens de tirar o fôlego. Uma terra fascinante e confusa pelas besteiras que a historia se encarregou de perpetuar desde o fim da colonização inglesa. Esqueça a raça, o credo e a língua. Fique com a beleza das cores, dos sabores e dos idiomas que fluem nas ruelas de Jerusalém. Com o sorriso amistoso de cada palestino que encontrei. Dos lugares sagrados. Seja Ortodoxo, Muçulmano, Cristão, Judeu, ali naquelas terras há Deus. Sua voz ecoa nos desertos e nas águas do Mar da Galiléia. Encontrei uma Palestina muito mais rica do que a apresentada nos noticiarios. Também encontrei judeus dispostos a viver em paz e muçulmanos preocupados com a riqueza cultural de sua historia. Encontrei palestinos com um imenso orgulho da sua terra e da sua cultura. Enfim, encontrei a sabedoria dos que sabem que a vida é muito melhor sem preconceitos ou pré-concepções. Esqueça a Palestina de ódio e foguetes. A Palestina de pobrezas e muros. Vamos descobrir a Palestina que resiste com arte. Por isso, neste post, indico a todos a revista “This Week in Palestine”. Uma grata surpresa na viagem que fiz à Terra Santa. Descubra o melhor e a beleza de um povo que sabe sorrir e tem uma das mais belas cidades do mediterrâneo, Gaza.

Que Deus abençoe esta Terra e que possamos descobrir e apoiar a Palestina que faz cinema, teatro e literatura

Visite: www.thisweekinpalestine.com

Visite: www.palestine-art.com

Read in english:

I read in “This week in Palestine” that the Palestinians are still waiting for the summer in the Gaza Strip. This poetic license makes me think about freedom and how important it was for the maintenance of peace I do not want an ideological discourse of this text. What I found in the Holy Land was more than that. I met people, stories and breathtaking landscapes. A fascinating land and confused by the nonsense that the story was in charge of perpetuating since the end of British colonization. Forget race, creed and language. Stay with the beauty of colors, flavors and languages ​​that flow in the streets of Jerusalem. With friendly smile for every Palestinian I met. Of the holy places. Be Orthodox, Muslim, Christian, Jew, there is no God in that land. His voice echoes in the deserts and the waters of the Sea of ​​Galilee. I met a Palestinian much richer than that presented in the news. I also found Jews willing to live in peace and Muslims concerned about the cultural richness of its history. Found a great pride to Palestinians from their land and their culture. Anyway, I found the wisdom of those who know that life is much better without prejudice or preconceptions. Forget hate and Palestinian rockets. The Palestinian poverty and walls. Let’s find out what resist Palestine with art. Therefore, in this post, I submit to all the magazine’s “This Week in Palestine”. A pleasant surprise on the trip I made to the Holy Land. Discover the best and the beauty of a people who know how to smile and has one of the most beautiful cities in the Mediterranean Gaza.
May God bless this earth and we can discover and support the Palestine that is cinema, theater and literature.


Deixe um comentário

Um livro chamado mundo – diários de viagem

 Relatos de viagem sempre fascinam. Quem não sonhou com destinos exóticos e ilhas paradisiacas. De Kafka à Hemingway, de Virginia Wolf à Camus, os relatos de viagem encantam. Revelam não só a paisagem  mas a riqueza da alma e a sensibilidade de quem relata.  Podemos citar Joseph Conrad que passou boa parte da juventude entre portos e destinos exóticos e depois escreveu Lord Jim. O delirante Rimbaud que atravessou desertos e enfrentou beduinos para vender armas e o moderno beat kerouac. Com o advento da internet  tornou-se possivel acompanhar uma viajem on-line. Blogs e sites trazem todo tipo de informação e dica sobre lugares, hospedagem e diversão. O mundo já não apresenta destinos exóticos e desconhecidos. É possivel aventurar-se até mesmo na Coréia do Norte; um destino dos mais evitados e estranho para os ocidentais.  Mas nada substitui a viagem real. Aquela que fazemos no intuito de conhecer e absorver outra cultura. Aquela que nos enche de sons e imagens. Estas, certamente, são as que se parecem com os livros. “O mundo é um livro. Aqueles que não viajam lêem somente uma página”, escreveu Santo Agostinho. É neste contexto que o BLOG VIA TRIP (www.viatrip.wordpress.com)  surge. Relato de viagens da autora , fotos e a emoção das vivências  pela América do Sul. Demonstrando que apesar da evolução tecnológica continuamos dependentes da palavra e das imagens para revelar o mundo que nos cerca. Se há algo bom e edificante na evolução da internet é a resurgimento da escrita. Através dela as pessoas expressam sua vida e cotidiano. Muitas vezes sem o talento dos escritores que admiramos mas com a mesma emoção e vontade de retratar nosso mundo e nossa época. Nenhuma época produziu tantos relatos, imagens e impressões como esta que estamos vivendo.  Aproveitamos a deixa e citamos uma lista de livros que certamente farão você viajar ao redor da terra. Boa Viagem e boa leitura.

A Rainha Allermarle ou o Último Turista – Jean Paul Sartre

Jean Paul Sartre
Neste livro Sartre surpreende ao deixar de lado as questões existenciais rígido para relatar, por meio de despojadas anotações e impressões, a beleza de cidades como Nápoles, Capri, Veneza e Roma (em visita a Carlo Levi). Ao lado da leveza das palavras do turista, encontra-se o pensador erudito, o romântico e o sempre presente crítico aguçado.

A Rainha Allermarle ou o Último Turista
Jean Paul Sartre
Editora Globo

Pé na Estrada – Jack Kerouac
Romance de estréia do movimento beatnic. Jack Kerouacu inaugurou o estilo de romance de fluxo de consciência onde tudo parece uma alucinante viagem literária .
Pé na Estrada
Jack Kerouac
L&PM

7 Dias na Nicaragua Líbre – Lawrence Ferlinghetti

Se Jack Kerouac é o pai, irmão e amante do movimento beatnic, Lawrence Ferlinghetti é seu padrinho. Dono na famosa City Lights, livraria e editora que publicou a maioria dos livros dos beatnics, Ferlinghetti também era um ótimo escritor. Neste pequeno livro, ele narra uma visita ao país, convidado pelo então ministro da Cultura da Nicarágua, Ernesto Cardenal.

7 Dias a Nicaragua Libre
Lawrence Ferlinguetti
L&PM (fora de catálogo)

Diários de Viagem Franz Kafka

A personalidade soturna do escritor húngaro, o famoso autor de O Processo e Metamorfose, revela uma outra faceta em seus diários de viagem. Aqui Kafka revela com ironia acontecimentos e pensamentos sobre viagens feitas pela Europa entre 1911 e 1915.

Diários de Viagem
Franz Kafka
Atalanta

Na Pior em Paris e Londres – George Orwell

O costume do gap year, período em que os ingleses passam viajando antes de assumir a vida adulta vem dos tempos, é uma herança da geração vitoriana. Orwell, porém, passou esse período na Birmania, experiência que inspirou seu primeiro romance, Dias na Birmânia. na sequencia, o escritor perambulou pelas ruas de Paris e Londres como um flaneur, longe das benesses da aristocracia e bem perto da realidade pobre e boemia.  Seu contato com a pobreza foi crucial para que ele passasse a simpatizar com o comunismo e lutasse anos depois na Guerra Civil Espanhola, que daria título ao famoso relato de guerra.

Na Pior em Paris e Londres
George Orwell
Companhia das Letras

Confesso que Vivi – Pablo Neruda

O poeta chileno tornou-se diplomata por indicação no início do século passado. Seu relato sobre viagens, incluindo a fuga de regimes políticos autoritários e o contato com Frederico Garcia Lorca e outros grandes nomes do século XX são narrados em Confesso que Vivi. O livro é tido como a obra prima do poeta e é colocado muitas vezes lado a lado com seus maiores poemas.

Confesso que Vivi
Pablo Neruda
Bertrand Brasil

Visite o blog: www.viatrip.wordpress.com

 

 


Deixe um comentário

Portal Domínio Publico – Acervo digital gratuito

Uma bela biblioteca digital, desenvolvida em software livre, mas que está prestes a ser desativada por falta de acessos. Imagine um lugar onde você pode gratuitamente: · Ver as pinturas de Leonardo Da Vinci ;
· escutar músicas em MP3 de alta qualidade;
· Ler obras de Machado de Assis Ou a Divina Comédia;
· ter acesso às melhores historinhas infantis e vídeos da TV ESCOLA
· e muito mais…. Esse lugar existe!  O Ministério da Educação disponibiliza tudo isso,basta acessar o site: www.dominiopublico.gov.br

Só de literatura portuguesa são 732 obras! Aproveite esta fonte de pesquisa. Indique para filhos, netos e amigos.Conhecimento disponibilizado para todos e melhor, sem qualquer custo. É possivel consultar Obras raras e esgotadas. Uma iniciativa pública que merece ser prestigiada e apoiada. Divulgue esta idéia.

ARTLIVROS

 
 


Deixe um comentário

Livrarias do Mundo – Livraria da Vila (São Paulo/Brasil)

 Há algum tempo falamos da centenaria Livraria Lello, em Portugal. Uma das mais antigas e prestigiada da Europa; como exemplo de livraria e de arquitetura Art Nouveau. As livrarias tem buscado diversificar e manter sua tradição dentro do mundo informatizado. Muitas, hoje, se confundem com  museus e centros culturais na sua aparência. Espaços destinados não só aos livros mas à difusão de outras artes. Cinema, teatro, fotografia, pintura e design são elementos essenciais dentro das livrarias modernas. Algumas se tornam” megas” e conquistam os grandes centros do Brasil e do mundo. Outras mantém a sobriedade e o conteúdo de suas prateleiras originais. Mas a verdade é que um elemento tem transformado as livrarias. Trata-se da arquitetura. Cada vez mais os livreiros tem buscado na arquitetura e no design a sua identidade. O que torna estes espaços um verdadeiro colirio para os olhos e para a curiosidade. É o caso da Livraria da Vila, em São Paulo. A Livraria da Vila completou 25 anos de vida em abril de 2010.  E a sua história é tão bacana que merece ser comparada à de um ser humano. Muita ousadia ou pretensão? Vamos tentar entender. Desde seu nascimento, recebeu a melhor educação possível. Tratada pelos pais, familiares e amigos com muito carinho, ela correspondeu às expectativas e se tornou a queridinha de todos. Charmosa, acolhedora, receptiva e democrática, em pouco tempo a Vila foi adotada por aqueles que compartilhavam a visão de livraria como um ponto de encontro, um lugar para ver gente, comprar livro, passar o tempo, tomar café, ouvir histórias. Nos últimos anos, estabeleceu-se em outras terras, aprendeu artes e outras línguas, sustentou seu interesse original nos livros infanto-juvenis e ampliou o conhecimento em literatura brasileira e estrangeira. Adquiriu gosto por música e filmes. E por eventos culturais. Criou auditórios onde apresenta palestras, cursos, debates, pocket shows e contação de histórias. Sem falar dos lançamentos de livros e seção de autógrafos.  Prova de que os livros não estão perdendo terreno e nem leitores. Mas sim, tornando-se necessários para o desenvolvimento profissional e social.  Projeto do renomado arquiteto Isay Weinfeld, professor de teoria da arquitetura, na Mackenzie, a Livraria da Vila é uma das livrarias do mundo que merecem a visita e uma pausa para leitura. Um templo moderno das letras e da cultura.  Arquitetura e cultura a serviço da formação humana. Confira no site da livraria da vila os eventos e a programação de cada unidade. Vale a pena conferir.

Onde fica:

Rua Fradique Coutinho, 915 – Pinheiros (Livraria da Vila – Fradique)

 Avenida Magalhães de Castro, 12000 – Butantã (Shopping cidade jardim)

 Alameda Lorena, 1731 – Jardim Paulista (Lorena)

 R. Dr. Mário Ferraz, 414 – Itaim Bibi

 Av. Moema, 493 – Moema

Site: www.livrariadavila.com.br

 

 

 


1 comentário

Milo Manara – Musas eternas

 Manara é mais do que um desenhista. Dono de um traço inconfundivel, suas heroinas  flertam com a história, a pintura, o cinema e os clássicos da literatura mundial. Além do prazer estético…refletem o comportamento social dos ultimos tempos. Para os que admiram seu trabalho indicamos o site do artista: www.milomanara.com – repleto de artigos e imagens fascinantes. Vale a pena uma visita.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Deixe um comentário

Diagramação de texto- Dicas

Como diagramar seu livro 

Interessados em publicar um livro devem fazer, inicialmente, upload de seu texto. Para isso, no entanto, é importante conhecer algumas técnicas de diagramação. A diagramação de um livro torna-se, dessa forma, não apenas um conhecimento restrito do profissional especializado, trabalhando para alguma editora tradicional. O escritor iniciante pensa: não sou conhecido, não tenho condições de bancar meu livro; preciso, então, aprender a fazer o processo por conta própria. Quem disponibiliza um livro pela internet, por exemplo, acostuma-se a ajustar as páginas a seu gosto, transformar o arquivo em pdf e divulgá-lo. Pensando nisso – mas principalmente nos usuários do próprio site – o  site Clube de Autores disponibilizou um curso online de “técnicas de diagramação rápida”. Tratam-se de slides escritos e falados, mostrando passo a passo formas de diagramar seu próprio livro. Um curso muito simples, porém útil para autores iniciantes, muitas vezes perdidos na hora de formatar seu arquivo. Ou, ainda, àqueles pensando em disponibilizar seu livro de graça na internet. Esta, aliás, é uma ótima iniciativa. Que tal melhorar seu texto, através da diagramação e compartilhar seus textos. Clique no link e aprenda passo a passo a aprimorar seu texto.

Boa diversão.


Deixe um comentário

Feira internacional de caligrafia – 2012 – Moscou

A Caligrafia é uma arte. Das mais antigas e originais. Expressão da alma e da cultura,a escrita, revela a evolução da historia e do homem. Existe na Internet um site maravilhoso sobre o tema. Trata-se do site: www.calligraphy-expo.com  – que traz os preparativos para a feira que ocorrera no pavilhão Sokolniki, em Moscou, em 2012, e diversos assuntos ligados a Caligrafia, literatura russa e até mesmo assinatura de pintores. Há um belissimo link para manuscritos antigos, onde é possivel visualizar e estudar os manuscritos com riqueza de detalhes.  Há uma carta do imperador Nicolau II e outros documentos que podem ser consultados. Tudo isso livre e em alta definição na sua tela. O site também traz informações sobre a escola de caligrafia. Para os mais afiados e decididos a terem uma letra mais volteada. Vale a pena conferir e viajar no mundo das letras. Descobrir o encanto e o dna da nossa escrita através de séculos de historia.  Também é possivel ler e consultar diversos ensaios sobre caligrafia. Desde Caligrafia Arabe até a beleza da caligrafia hebraica antiga.  Boa leitura !

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 57 outros seguidores