Patricia Highsmith e Jean Claude Izzo – liter. Policial

patizzoDois montros da literatura policial. Patricia é famosa pelo anti-heroi Ripley e Izzo pelos relatos do submundo de Marselha. Izzo, escritor autoditada, publicou seu primeiro romance de sucesso aos 50 anos. Escreveu Os marinheiros perdidos, “Caos total”  e “O sol dos moribundos”. Rico, personagem de “o sol dos moribundos”, vê sua vida desmoronar e acaba mendigo, vivendo de esmolas e pequenos golpes baixos pelas ruas sujas de varias cidades da França. Um dos romances mais geniais do final do sec XX.  Izzo faleceu em 2000. Patricia Highsmith é uma texana que cresceu em Nova Iorque. Criou um dos personagens mais controversos da literatura policial: Tom Ripley. “Um homem que não reconhece a culpa em qualquer circunstância” escreveu ela sobre o personagem. Ripley, exerceu fascinio entre os cineastas; Wim Wenders, René Clement e Hitchock. Este ultimo, adaptou “Strangers on train”  em 1951.  Patricia viveu reclusa em diversas cidades da Europa. Morreu em Locarno, na Suiça, em 1995. Estes dois escritores são “obrigatórios” para quem Lê bons livros! São autores que mexem com nossas convicções e com nossas certezas burguesas.

onde encontrar estes autores: www.artlivros.estantevirtual.com.br

Um comentário sobre “Patricia Highsmith e Jean Claude Izzo – liter. Policial

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s