Entrevista com Marden Machado – Cinema e literatura

Marden Machado é louco por cinema. Poderia parar por ai. Porém, a loucura, sadia, deste curitibano, faz muito mais; influencia. Ao comentar filmes no seu blog, cinemarden, e no programa 91 minutos da radio 91.3 (radio Rock), Marden é responsavel por formar novos cinéfilos. Talvez nem ele saiba desta responsabilidade. Mas através dos seus comentários muita gente tem olhado de forma diferente a telona. E aprendendo, através do cinema, a despertar sua criatividade e emoção. Confira na entrevista abaixo, exclusiva para nosso blog, o que pensa e quem é este cinéfilo que não despreza os cult movies e nem os lançamentos comerciais. E descubra, no final da entrevista, o que ele tem em comum com o grande escritor Ruben Fonseca.

Como começou a sua ligação com o cinema?
 Muito cedo. Meus pais adoravam ir ao cinema e não tinham grana para
contratar uma babá. Então, eles me levavam junto. Minha mãe me disse
que cansou de me amamentar dentro do cinema.
 
Qual a diferença do cinema atual para o cinema do século XX?
 Há uma preocupação cada vez maior com mercado, como o filme será recebido. Isso não é ruim. Mas, não deveria nunca ser o norte e sim, a  conseqüência de um trabalho bem feito. Hoje, tudo ficou mais fácil por conta dos avanços tecnológicos. Porém, uma boa história sempre fará a  diferença.
 
Na sua opinião um bom livro pode gerar um bom filme?
 Sim. E o contrário também. Um livro ruim pode se transformar em um
ótimo filme. Tudo vai depender do roteirista e do diretor envolvidos
no projeto de adaptação.
 
O que forma um bom cinéfilo?
 Assistir a muitos filmes. Não ter preconceitos. Ler sobre cinema e
arte em geral. Conversar com amigos que também gostam de cinema.
 
A literatura influencia o cinema? De que forma?
 A literatura é uma das maiores fontes para o cinema. O próprio
roteiro, em si, é uma forma de literatura.
 
Você acredita que seus comentários no programa 91 minutos ajudam a
formar público?
 Sinceramente. Espero que sim.
 
Fellini ou Scorsese? (entenda isso como cinema europeu ou cinema
americano)
 Fico com os dois. Como eu disse, não dá prá ter preconceito. Existem
ótimos filmes e também filmes péssimos dos dois lados do Atlântico.
 
A computação grafica atrapalha ou ajuda o cinema?
 Trata-se de uma poderosa ferramenta e, como toda ferramenta, pode ter
um uso bom ou ruim. Dependerá de quem a utilizar.
 
O que você acha das adaptações de Watchmen, X-Men e Capitão
América para o cinema?
 Gostei de Watchmen, poderia ter sido um pouco mais ousado, mas, mesmo
assim, respeitou o material original. Quanto aos filmes dos X-Men,
gostei do primeiro, achei o segundo superior e o terceiro me
decepcionou porque não desenvolveu bem a trama e as personagens. Em
relação ao Capitão América, gostei do teaser e das fotos de divulgação.
 
Poderia nos indicar 5 filmes baseados na literatura?
 Laranja Mecânica (livro de Anthony Burgess – filme de Stanley Kubrick)
Blade Runner – O Caçador de Andróides (livro de Philip K. Dick – filme
de Ridley Scott)
Lavoura Arcaica (livro de Raduan Nassar – filme de Luiz Fernando Carvalho)
À Espera de Um Milagre (livro de Stephen King – filme de Frank Darabont)
Orgulho e Preconceito (livro de Jane Austen – filme de Joe Wright)
 
As salas de cinema estão fadadas ao desaparecimento?
 Acredito que não. Mas, elas ficarão cada vez menores.
 
Para você a sétima arte é a evolução da pintura?
 O próprio termo “sétima arte” já resume tudo. O cinema é a feliz união
de seis formas de arte: literatura, teatro, pintura, dança, escultura
e música.

E você, caro leitor, imaginou o que Marden Machado e Rubem Fonseca tem em comum? Pois bem, além da paixão pela sétima arte, ambos frequentaram o cinema desde muito cedo. Rubem Fonseca era levado pela babá ao cinema. Marden Machado acompanhava os pais. Porém, ambos, foram vitimas do mesmo vírus: O CINEMA. Ruben Fonseca, na juventude, passou a escrever sobre cinema, nos jornais cariocas; após carreira na policia, onde chegou a trabalhar como delegado, tornou-se escritor de livros policiais. Entre eles, “A grande arte”, que foi adaptado para o cinema por Walter Sales. Esperamos que o Marden Machado escreva, muito em breve, sobre cinema.

Blog  do Marden Machado: cinemarden.blogspot.com

Crédito da foto: Ale Carmiere

 

Um comentário sobre “Entrevista com Marden Machado – Cinema e literatura

  1. Hoje os comentarios do Marden me fazem decidir se vejo um novo filme ou não. Mesmo paratitulos mais antigos, são seus comentários que me convencem. Alguem que tem tanta paixão e conhecimento merece ser acreditado e respeitado.
    Valeu Marden

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s