Natal – Emoções e livros

 Um dos mais difíceis aprendizados para o homem, sabidamente, é o das emoções. Até porque elas evoluem; numa velocidade inferior ao nosso desenvolvimento tecnológico. Com toda certeza nossas emoções, hoje, são mais trabalhadas  e maiores que as de antigamente.  Sentimos, hoje, emoções mais buriladas que as de outrora. A história universal comprova esta afirmação. Podemos, através da linha do tempo, perceber como os povos primitivos e antigos lidavam com a superstição, a servidão, a opressão, o medo ou a cobiça. A evolução a tudo permeia. E é esta evolução que forma nossa humanidade em seus aspectos positivos e negativos. Com a evolução do planeta ficamos mais suscetiveis as emoções sociais e construtivas. Hoje as tragédias são remediadas, quase que instantaneamente, por alianças de várias pessoas ou nações. Liberdade, revolução, sociabilidade e amor eram emoções potencialmente diversa das que sentimos hoje. Entretanto, um objeto continua a exercer sua função ao longo da história: O LIVRO. Ainda estamos em processo de humanização e nossa trajetória evolutiva é marcada pelas emoções que se desenvolvem ao longo desta jornada. E os livros, repare bem, continuam a auxiliar, compilar, guardar e apresentar-nos o interior do ser humano. Na cadência de um poema ou na prosa é possivel aprender e colher ensinamentos que nos fazem evoluir emocionalmente. E assim tem sido desde a descoberta da escrita. O mais curioso, disto tudo, é que os livros não deixam o leitor preso aos conceitos. Ao contrário, influenciam o leitor a viver o mundo e formar seu próprio conceito; sempre permeado de tolerância. Porque é neste palco, o do nosso dia-dia, aonde exerceremos o que temos de melhor e de pior. Portanto, quando alguém vier lhe dizer que a humanidade está cada vez pior e mais perdida, note quanto a humanidade já experienciou nestes milhões de anos, e dê-se os parabéns!  Mas não te esqueças que os livros podem ajudar, e muito, nesta evolução. Apresentando e mostrando que a sua dor , a minha e a de todos os seres viventes nascem da mesma natureza. Neste Natal não se esqueça de agradecer e se puder…acrescente à sua vida e na daqueles que lhe são queridos o instrumento universal chamado LIVRO.

M.N / Artlivros

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s