Paulo Coelho – Livros e curiosidades

mago  O autor dispensa comentários. Reconhecido internacionalmente, tornou-se um dos autores mais lidos do mundo. É bem verdade que seus livros despertam apenas dois sentimentos: amor ou ódio. Mas Paulo Coelho continua escrevendo e seus fãs estão espalhados pelo Brasil e além mar. Nossa intenção é publicar algumas curiosidades deste autor. Principalmente no que tange aos livros e artigos lançados no passado e que não são encontrados com facilidade para consulta. Travei contato com os livros de Paulo Coelho há uns 25 anos atrás. A primeira leitura foi o livro “O diário de um mago”, editado na época pela Editora Eco. Aliás, é raro encontrarmos as edições desta editora nos sebos brasileiros. Na foto acima uma 12ª edição da Editora Eco. Detalhe, esta edição trazia o endereço da Ordem de Ram.  Nesta época Paulo Coelho ainda era desconhecido no Brasil e seu livro não havia sido traduzido para nenhuma outra língua estrangeira.

bridaOutra curiosidade diz respeito ao livro “Brida”, editado pela Editora Rocco, em 1990. Escrito após “O diário de um mago” e “O alquimista”, “Brida” foi lançado por uma editora maior e que de certa forma, tornou o nome do escritor mais conhecido e o lançou, de vez, para a fama. Brida, na minha modesta opinião, é o melhor livro do autor. No Brasil chegou a ser transformada em novela. Porém não alcançou o sucesso e a força da narrativa do livro. O curioso é que encontramos uma “mancada”, do autor ou da editora, logo no inicio da narrativa. No prólogo do livro, na página 11, o autor refere-se a personagem Brida como sendo “Ele”.  bridaerro1

Logo em seguida, na mesma página, o autor refere-se ao personagem como “Ela”. O que nunca saberemos é se este erro foi do autor ou da revisão. Mas a edição da Rocco saiu com o erro. Nosso intuito não é criticar o autor e nem a editora. Apenas uma curiosidade sobre a edição e publicação de um dos melhores livros escritos pelo autor. Em outros posts vamos publicar matérias e entrevistas raras do autor. Principalmente as entrevistas do tempo em que Paulo Coelho ainda trilhava os caminhos para alcançar o leitor brasileiro.  M.N/fevereiro 2013.

*Pedimos a gentileza para quem reproduzir o artigo de citar a fonte (Blog). Obrigado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s